Financiamento de Ativo Imobilizado ou de grandes valores com juros

Configuração do Fornecedor

O fornecedor normalmente tem uma conta de Passivo Circulante, porém, nesses casos é normal fazermos o lançamento no Passivo Exigível a Longo Prazo.
Se for o caso, na Contabilidade Gerencial não temos o que fazer, porque a conta é criada automaticamente. Na Contabilidade Real podemos vincular a conta que desejarmos.
Para isso, vá na aba Padrão para Compras e no campo Conta Contábil vincule a conta de Passivo correta.
Maiores detalhes em Conta Real de Fornecedor.

Lançamento da Nota Fiscal

A primeira ação é identificar a Natureza de Operação a ser utilizada, que deve ter algumas características:

  • Deve ser de Entrada
  • Na aba Impostos deve ser configurada com Impostos incidentes (como ICMS). Para o ICMS o mais recomendado é configurar para mostrar e o usuário poder alterar os valores.
  • Não deve Gerar Contas a Pagar
  • Na aba Contabilização, devido o fato de não Gerar Contas a Pagar, a Contabilização não pode ser "Automática", devendo ser do tipo "Manual". Configurar então:
    • Débito: Conta de Ativo do Bem adquirido ou de Despesa do produto adquirido
    • Crédito: Conta Transitória
  • Configure fórmula para o Fiscal conforme a necessidade
  • Caso tenha controle de bens e a nota seja de um bem, marque a opção de Criar Dados para o Imobilizado na Entrada da NF.

Com a natureza configurada devidamente, lance a nota fiscal normalmente.

Lançamento das Parcelas

Neste caso temos a possibilidade de Juros Fixo ou Variável, vejamos a diferença:

Juros Fixo

Quando o juros é fixo o trabalho é mais simples. É preciso ter as seguintes informações:

  • Valor total da parcela
  • Valor dos juros
  • Valor da amortização (que multiplicado pelo número de parcelas será igual ao valor da nota fiscal)
    Na tela de Manutenção de Títulos Recorrentes, inclua um Título Recorrente, informando:
  • Aba Principal:
    • Fornecedor: igual ao da Nota Fiscal
    • Valor do título: Valor total da Parcela
    • Recorrëncias: Configure para terminar após "x" ocorrências, informando nesse campo o número de parcelas
  • Aba Dados Adicionais
    • Ajuste a filial onde foi adquirido o produto
    • Na aba Conta Gerencial, informe:
      • Conta Transitória informada na nota no valor da amortização
      • Conta de Despesa de Juros no valor dos juros

Isso resultará na seguinte contabilização quando cada parcela for efetivada:
D - Conta transitória
D - Conta Juros
C - Conta Passivo vinculada ao Fornecedor

Efetive na sequência as parcelas. Se preferir não utilize uma conta Transitória, de forma que o valor fique pendente e possa ser efetivado mês a mês.

Juros Variável - contabilizados na provisão da parcela

Quando os juros são variáveis não podemos, até a versão 7.6, utilizar os títulos Recorrentes, já que no momento da efetivação não é possível ajusrar o valor dos juros.

Icon

Fiquem atento porque a partir da versão 7.7 temos um projeto para permitir esse ajuste do valor dos juros na Efetivação!

Geralmente, nestes casos, temos dois tipos de juros, um fixo e outro variável.

Configure (marque) dois perfis de Sistema, aba Financeiro: Após inclusão, mostra nova tela de inclusão de lançamento e Habilita opção para manter os dados da última inclusão efetuada.

É preciso ter as seguintes informações:

  • Valor total da parcela
  • Valor dos juros variavel (aproximadamente)
  • Valor dos juros fixos
  • Valor da amortização (que multiplicado pelo número de parcelas será igual ao valor da nota fiscal)

Na tela Inclusão de Contas a Pagar, no topo da tela, marque a opção Mantém os dados da última inclusão efetuada e Previsto.
Informe os dados:

    • Fornecedor: igual ao da Nota Fiscal
    • Valor do título: Valor total da Parcela
    • Data de Vencimento: Data da primeira parcela
    • Na aba Conta Gerencial, informe:
      • Conta Transitória informada na nota no valor da amortização
      • Conta de Despesa de Juros no valor dos juros fixos
      • Conta de Juros a Apropriar no valor dos juros variavel
        Dê "OK" e a tela de Inclusão permanecerá aberta com os dados já informados na tela. Ajuste a Data de Vencimento para a próxima parcela e repita o processo conforme o número de parcelas.

Repare que assim as parcelas vão ser lançadas como Previstas, já que não podemos efetivá-las por não saber o valor dos juros variável.
Para efetivá-las, a cada mês, utilize o botão Efetiva Lançamento Previsto na Manutenção do Contas a Pagar

Juros Variável - contabilizados na baixa da parcela

Se o juros variável será contilizado só no momento da baixa. Utilize o passo-a-passo como se fosse Juros Fixo e no momento da baixa, informe como Acréscimo o valor dos juros variável.
Não se esqueça de ajustar a Conta de acréscimo para a conta desejada.

  • No labels